quarta-feira, 17 de setembro de 2008

As pequenas coisas

Sabe aquele dia quando nada dá certo, mas ao mesmo tempo não dá errado?
Quando as coisas simplesmente não acontecem?

Aquele dia em que o trabalho é um porre, a aula não acaba nunca, o trânsito está um inferno?

Quando se está longe da namorada ou sem contato com os amigos?

Quando tudo que se deseja é voltar para casa (muitas vezes antes mesmo de sair)?

Pois é, este é "um dia daqueles"...

E era assim que eu estava me sentindo.
Humor inexistente, sem saco para nada.

Então, estou voltando para casa, após "um dia daqueles", ouvindo no rádio a versão acústica de "Rock & Roll All Night", do Kiss.

E no exato momento em que estacionei o carro na minha garagem, a música acabou e ouvi os aplausos da platéia. No exato momento em que estacionei meu carro.

Amiguinho, esta coincidência besta me trouxe um alívio, uma alegria, uma bobagem gratuita ao meu espírito. Não sei explicar.

Só sei que, devido a um acontecimento ridículo, todas as agruras de "um dia daqueles" ficaram para trás, como se nunca tivessem acontecido.

É, aqueles velhos sábios realmente devem estar certos.

A felicidade está mesmo nas pequenas coisas.